Domingo
19 de Maio de 2019 - 

Corregedor do TJDFT entrega Selos de Cumprimento de metas a 190 serventias judiciais

O Corregedor de Justiça do DF, desembargador Humberto Adjuto Ulhôa, entregou, na manhã desta quinta-feira, 25/4, os Selos de Cumprimento das Metas Nacionais 1 e 2 do Poder Judiciário em cerimônia realizada no Auditório Ministro Sepúlveda Pertence, localizado no Fórum de Brasília. Os Selos foram concedidos, conforme a Portaria GC 74/2019, às serventias judiciais que cumpriram a integralidade das Metas Nacionais 1 e 2 ou a integralidade de uma delas, instituídas pelo CNJ para o ano de 2018. Cento e noventa serventias alcançaram os objetivos propostos, sendo que 119 delas cumpriram as duas metas estipuladas de forma concomitante. A Meta 1 para 2018 determinava “julgar quantidade maior de processos de conhecimento do que de processos distribuídos no ano de 2018, excluídos os suspensos e sobrestados”, enquanto a Meta 2 definia “identificar e julgar, até 31/12/2018, no 1º grau, pelo menos 80% dos processos distribuídos até 31/12/2014; e, nos Juizados Especiais e nas Turmas Recursais, 90% dos processos distribuídos até 31/12/2015”. Estavam presentes magistrados, diretores de secretaria e servidores das serventias agraciadas. A mesa de autoridades foi composta pelo Corregedor de Justiça do DF, desembargador Humberto Ulhôa; pelo juiz-assistente da Corregedoria e gestor das Metas Nacionais de 1º grau no TJDFT, Lizandro Garcia Gomes Filho; pela chefe de Gabinete da Presidência, Raquel Cristiane de Souza; e pela chefe de gabinete da Corregedoria, Anna Karina Rocha. “Desde 2009 que essas metas são traçadas”, explicou o juiz Lizandro Garcia, “e algumas são muito difíceis de serem cumpridas, o que só aumenta a relevância do dia de hoje. Sintam-se todos parabenizados pelo trabalho e levem isso a suas equipes”. Há um ano à frente da gestão de metas da Corregedoria, o magistrado lembrou, ainda, os dois principais objetivos a serem batidos este ano, que serão a unificação do sistema cartorário do tribunal e a digitalização de todo o acervo do primeiro grau. “O empenho de todos vocês se fará ainda mais necessário”, reiterou, por fim. O desembargador Humberto Ulhôa destacou a luta por qual tem passado o Poder Judiciário, diante da difusão de muitos de seus aspectos negativos no cenário político nacional e que “a entrega dessas homenagens responde positivamente sobre a capacidade do Tribunal de atender suas demandas e cumprir as metas previstas”. Excelência Jurisdicional Segundo o Corregedor, o objetivo do CNJ em estabelecer as metas nacionais foi combater o congestionamentos de processos nos tribunais. No caso do TJDFT, o trabalho sério e harmônico dos magistrados, servidores e estagiários envolvidos tem resultado, ano a ano, no cumprimento desses preceitos. “Pelo que agradeço o comprometimento de cada um para sedimentar a excelência jurisdicional do DF, reconhecida em âmbito nacional e aqui homenageada hoje”, finalizou.   A cerimônia foi encerrada com a entrega dos respectivos Selos aos representantes das serventias agraciadas.  
25/04/2019 (00:00)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia